Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Paulinho das feiras, o mãos largas

por Hugo Sampaio, em 19.10.15

Todos nós sabemos as dificuldades na hora de oferecer presentes, a falta de ideias é o nosso maior inimigo, por isso percebo perfeitamente Paulo Portas que, à falta de qualquer ideia, a única coisa que lhe restou foi oferecer a António Costa o seu próprio lugar de vice primeiro ministro. Paulo Portas que tanto adora a ribalta, as luzes dos holofotes e as palmas (dos boys do partido claro) oferece agora uma cadeira, tudo para manter o poder mesmo com um cargo menos importante, como se isso fosse o que realmente interessa a António Costa e ao país. Talvez Portas necessite de deixar o cargo de vice primeiro ministro para se dedicar a tirar fotocópias e a fazer desaparecer dossiers no seu gabinete.

Paulo Portas deixou há muito de ser o Paulinho das feiras para se dedicar a esfregar a sua grande lata, já há muito que perdeu a vergonha, talvez juntamente com uns tais documentos sobre os submarinos.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28

Visão governativa em ácidos

por Hugo Sampaio, em 14.04.15

I

Dois nomes, Ana Leal e Romeu Carvalho. Estes dois jornalistas fizeram um óptimo trabalho ao visitarem serviços de urgência pelo país ouvindo pessoas e mostrando sem qualquer problema o caos em que as urgências estão a funcionar. Falta de médicos e enfermeiros, doentes que esperam e desesperam horas a fio por atendimento médico, macas amontoadas com pessoas a serem tratadas em corredores sem o mínimo de dignidade, falta de materiais e condições de trabalho.

Através desta reportagem observamos o que há muito tempo se desmente. Possuímos hoje um sistema nacional de saúde a funcionar pelo esforço hercúleo das pessoas (médicos, enfermeiros, auxiliares, etc.) e constantemente atacado por governantes com uma visão meramente economicista esquecendo que nas urgências ou em todo o SNS as pessoas, os utentes, os doentes, aqueles que precisam de cuidados têm de ser sempre a primeira opção e não uma qualquer poupança. 

 

Reportagem aqui

II

Um dia passado após a reportagem e o Secretário de Estado Adjunto da Saúde, Fernando Leal da Cunha faz questão de dizer:

É uma reportagem que só vem confirmar a opinião que eu tenho,  que os serviços de urgência em Portugal funcionam muito bem, é uma experiência que confirma que tem picos de afluência, como nós já sabíamos, durante a noite os serviços tendem a encher-se, durante o dia tendem a estar mais vazios, por força da própria orgânica do sistema

 

Não posso e não quero acreditar que o Sec. de Estado tenha visto a reportagem. Ninguém no seu perfeito juízo, ou antes, nenhuma pessoa com um mínimo de decência ou dignidade pode dizer que o SU está a funcionar muito bem depois de ver esta reportagem que nos esfrega na cara de forma nua e crua que temos neste momento umas urgências de terceiro mundo à custa deste governo. Fernando Leal da Cunha teve ainda tempo para proferir mais uma pérola.

 

 O que nós vimos foram pessoas bem instaladas, bem deitadas, em macas com protecção anti queda, em macas estacionadas em locais apropriados, algumas dos quais em trânsito eventualmente para outro serviço.  Vimos pessoas em camas articuladas, vimos pessoas com postos de oxigénio, vimos hospitais modernos, vimos sobretudo profissionais muito esforçados

 

É simplesmente surreal o que que este Sec. de Estado consegue dizer sem se rir. Isto só pode sair de quem tem uma agenda escondida, é de alguém sem o mínimo de escrúpulos.

Depois de tamanha falta de respeito pelos portugueses e especialmente por aqueles que esperam e desesperam nos SU só se pode "pedir a cabeça"  do Sec. de Estado. Espero muito sinceramente que toda a oposição se levante depois destas palavras exigindo a demissão de Fernando Leal da Cunha, não deixando o governo ser condescendente com estas coisas como foi com Paulo Núncio (por exemplo).

 

Declarações do Sec. Estado

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30

A blink to the boys

por Hugo Sampaio, em 10.04.15

"A melhor forma de reduzir os ‘boys’, é reduzir os ‘jobs’" diz Pedro Mota Soares quando confrontado com o facto de em 14 nomeações para os Centros Distritais de Segurança Social 11 serem militantes do PSD e 3 do CDS. Pedro Mota Soares está já bem habituado a ajudar a reduzir jobs mas não para os boys, só para os comuns portugueses. É também um autentico profissional a esconder os verdadeiros números do desemprego colocando desempregados em cursos ou a trabalhar em estágios beneficiando as empresas privadas à custa das exploração dos desempregados.

De nomeação duvidosa em nomeação duvidosa vamos vivendo tempos de descaramento total em que os cargos públicos são distribuídos como se de uma coligação se tratasse, 11 para mim 3 para ti, uma distribuição das cadeiras pelos partidários sem o menor respeito pelo mérito dos concorrentes mas olhando ao cartão de filiação num ou noutro partido.

Ficamos a saber também por estes dias que o governo nomeou um gestor para gerir fundos comunitários, gestor esse que foi chumbado pela Cresap.

Parece que a Cresap não tem grande função. Ou escolhe boys do governo ou quando chumba um deles o parecer é ignorado e o candidato é escolhido à revelia. Parece ser uma comissão criada para tentar lavar a cara das nomeações feitas sempre por debaixo da mesa.

 

Nomeados (original em Esquerda.net)

 

Braga

Rui Miguel de Meira Barreira

CDS

Ex-assessor do grupo parlamentar do CDS, deputado municipal em Guimarães e ex-líder da concelhia do CDS de Guimarães; nomeado entre 25 candidatos.

Bragança

Martinho Eduardo Nascimento

PSD

Vice-presidente da mesa da Assembleia Distrital do PSD; nomeado entre 10 candidatos.

Castelo Branco

 António de Melo Bernardo

 PSD

 Candidato pelo PSD no círculo de Castelo Branco em 2005; nomeado entre 16 candidatos.

Beja

 Helena Maria Fernandes Branquinho Morgado Barreto

 CDS

 Militante do CDS; nomeada entre 26 candidatos.

Coimbra

 Ramiro Ferreira Miranda

 PSD

Notas: Ex-deputado municipal eleito pelo PSD em Condeixa-a-Nova; nomeado entre 14 candidatos.

Évora

 Sónia Cristina Silva dos Ramos

 PSD

 Vice-presidente da distrital de Évora do PSD até novembro de 2011; nomeada entre 19 candidatos.

Guarda

Jacinto Dias

PSD

Presidente da Junta de Freguesia de Panóias de Cima. Ex-vereador da Câmara Municipal da Guarda e ex-líder da concelhia da Guarda do PSD; nomeado entre 18 candidatos.

Leiria

Maria do Céu Costa Bogalho Mendes

PSD

Integrou a lista do PSD à Câmara Municipal de Leiria; nomeada entre 19 candidatos.

Lisboa

Maria do Céu Costa Bogalho Mendes

Partido: PSD

militante do PSD; nomeada entre 33 candidatos.

Santarém

Tiago Sampaio e Melo Marques Leite

CDS

Ocultou do CV que fora candidato a presidente da Câmara de Santarém e candidato a deputado em 2011 pelo CDS. Até dezembro de 2011 foi chefe de gabinete do secretário de Estado Filipe Lobo D'Avila, indicado pelo CDS; nomeado entre 23 candidatos.

Portalegre

João Carlos Vintém Laranjo

PSD

Diretor distrital da campanha de Passos Coelho nas legislativas de 2011 e foi presidente da concelhia do PSD de Portalegre; nomeado entre 10 candidatos.

Viseu

Armindo Telmo Antunes Ferreira

PSD

Presidente da Câmara Municipal de Vouzela durante 11 anos; nomeado entre 25 candidatos

Viana do Castelo

João Paulo Coelho Órfão

PSD

Vice-presidente da concelhia do PSD de Viana do Castelo; nomeado entre 30 candidatos.

Vila Real

 José Augusto Borges Rebelo

 PSD

 

Noticias:

Jornal de negocios

Publico

Esquerda.net

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45

Páscoa com SurpresA no sapatinho?

por Hugo Sampaio, em 05.04.15

Estou muito contente recostado e a saborear um dia no sossego do lar quando pelo twitter me passa esta noticia (link). Não sei como isto passou sem indignação ou contestação em público, passou assim com pantufas em forma de Coelho (não, não é um coelho da páscoa).  Fico bastante preocupado que uma instituição pública possa ter que dar privilégio a dividas a fornecedores em detrimento de salários dos trabalhadores. Para mim o salário está sempre em primeiro lugar, os trabalhadores têm que ser sempre os primeiros a receber e não podem ser as vitimas de uma qualquer falha de gestão, mesmo que momentânea. Sabemos assim quem é que este governo defende e por quem se bate e não é pelos trabalhadores com toda a certeza.

 

 

Link Diário da República

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:18

Paulo Macedo és um doce

por Hugo Sampaio, em 21.03.15

A degradação continua. Semana após semana este (des)governo dá voltas e voltas, desdobra-se de mil maneiras arranjando sempre forma de destruir mais e mais o serviço nacional de saúde. Pode sim poupar muitos euros e até conseguir equilibrar em certo ponto as contas mas, o mais importante no serviço nacional de saúde, as vidas, são deixadas ao esquecimento.

Organizar desorganizando e reestruturar destruindo são os lemas do ministro Paulo Macedo.

Só em três anos este magnifico ministro consegue a espetacular proeza de ter o mais baixo financiamento para o serviço nacional de saúde e os maiores cortes na contratação de médicos, enfermeiros e técnicos, a maior redução de horas extraordinárias, o maior número de serviços encerrados, a maior redução nas equipas escaladas para as urgências, o maior corte nos meios de emergência e a maior redução no horário de

funcionamento dos centros de saúde.

Com falta de financiamento e falta de pessoal é impossivel um serviço funcionar.

Esta destruição do SNS é uma agenda politica marcada pelo interesse da entrega da saude aos privados.

Primeiro degradar e destruir para que os outros, os privados, sejam vistos como o serviço que realmente funciona e depois entregar a saúde à finança a quem o estado entregará dinheiro para fazerem um serviço que o estado já fez tão bem, engordando os grupos económicos onde os ministros encontraram cadeira após o seu mandato.

Esta é uma das heranças do ministro Paulo Macedo--> https://www.facebook.com/video.php?v=1576119599323704&fref=nf

 

 

PS: Querido SNS, as eleições estão próximas tenta aguentar as máquinas ligadas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27

Passos amor, é o teu lado lunar

por Hugo Sampaio, em 14.03.15

O lado Lunar de Passos Coelho --Link

 

Um bom rapaz

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:30

V.E.M mas devagar

por Hugo Sampaio, em 12.03.15

 Pedro Lomba, para ti meu querido :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:37

o seu problema é inflamação senhor

por Hugo Sampaio, em 27.12.13
Mais um ano de extremas dificuldades que passa e a perspectiva para o próximo não é muito melhor. O governo que nos desgoverna festeja a hipótese de conseguir atingir e respeitar a meta do déficit, claro que é motivo de orgulho mas não nos podemos esquecer que essa mesma meta já foi aumentada duas vezes para puder ser cumprida, e não esqueçamos também que essa meta assassina só será cumprida à custa do sangue, suor e lágrimas de todos os portugueses. Perdão, todos não, pois verificamos este ano que com a crise as grandes fortunas cresceram sem serem taxadas por este governo.

O ano 2014 será mais um ano difícil pois já sabemos à partida que vamos ter aumentos na energia, telecomunicações, transportes, arrendamento, iuc, taxas moderadoras dos hospitais e etc etc etc...http://www.publico.pt/economia/noticia/o-que-vai-ficar-mais-caro-e-os-precos-que-se-mantem-em-2014-1617641

Sabemos que os orçamentos familiares já são apertados resta saber como sobreviverão as pessoas em 2014 com o aumento do preços em tantos bens essenciais. O que mais me deixa triste e revoltado é que Portugal, um dos países com ordenados mais baixos da ue, um dos países com mais desigualdade, um país onde os mais pobres sofrem cada vez mais é também um país que pratica dos preços mais elevados.

http://www.pordata.pt/Europa/Precos+da+electricidade+para+utilizadores+domesticos+(PPS)-1479

http://www.pordata.pt/Europa/Precos+das+telecomunicacoes+chamadas+locais++chamadas+nacionais+e+chamadas+internacionais+para+EUA+(Euro+ECU)-1501

http://www.pordata.pt/Europa/Precos+do+gas+natural+para+utilizadores+industriais+e+domesticos+(Euro+ECU)-1478

Resta esperar pela próxima vingança manhosa pelo chumbo constitucional ou seja, mais um brutal aumento de impostos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:29

Mais verde? Para mim é vermelho, obrigado!!!

por Hugo Sampaio, em 27.11.13
bandeira 

Não posso concordar com mais verde na bandeira porque não desejo conquistar território e não é este um momento de esperança. A esperança deveria ser a nossa expectativa de um dia melhor, deveria ser um desejo intenso pela prosperidade. A esperança deveria ser a nossa confiança no governo para que nos liderasse e nos levasse para um melhor futuro. Mas um amanhã melhor não se constrói com a redução salarial e com aumento de impostos, a felicidade e a prosperidade não se constroem com cortes em reformas e precarização do trabalho.

As perspectivas de futuro morreram com a esperança e levaram os sorrisos no bolso. Por tudo isto defendo o fim do verde na bandeira preenchendo tudo com vermelho. Ainda falta correr muito sangue neste país.

(Em caso de dúvida: SIM, estou a apelar à violência)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:34

O que foi voltará a ser?

por Hugo Sampaio, em 24.11.13
Mário Soares foi com toda a certeza uma figura importante na construção do estado que hoje temos, com decisões correctas e outras erradas mas foi uma figura importante e com o seu valor. Hoje parece que tem de assumir um espaço e uma intervenção política que devia ser assegurada por um PS que não existe, por um PS perdido ali algures entre a falta de liderança de Seguro e o desejo receoso de ser presidente de António Costa.
Resta-nos um "velho" que muito tem a ensinar aos jovens e um perigoso esquerdista como Pacheco Pereira. Entre estes lutaremos com mais ou menos pedidos de violência mas sempre com a ideia de derrotar estas perigosas políticas austeras e liberais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:23


Mais sobre mim

foto do autor



Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D