Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




In correção factual

por Hugo Sampaio, em 25.09.13

Se há alguma coisa que me magoa mais que uma valente carga de porrada é o descaramento de algumas pessoas que conseguem mentir enquanto ocupam cargos de direção de um país. Esse é o nosso grande problema, o descaramento com que se mente, o descaramento com que se fazem negociatas com dinheiros públicos, o descaramento com que se riem da cara dos portugueses quando são chamados a comissões parlamentares, o descaramento com que se coloca o interesse privado e o lucro de amigos acima do bem estar dos portugueses. Custa ainda mais quando alguns portugueses que são prejudicados todos os dias por estas pessoas ainda conseguirem ir entregar-lhes o seu voto, dando-lhes a confiança para continuar. Toda a gente tem uma ideia do que se passa, todos falam no café, nos transportes, no trabalho, mas no final, na hora de colocar a cruz no quadradinho cedem ás campanhas das t-shirts, das canetas e, em alguns sítios dos frigoríficos.

Estes últimos anos em Portugal têm sido escandalosos. Começando pela licenciatura do antigo primeiro ministro José Sócrates, passando pela falsa licenciatura de Miguel Relvas e todas as suas negociatas incluindo o atual primeiro ministro Pedro Passos Coelho (http://www.youtube.com/watch?v=0MN9Jd6WRMM) e não esquecendo que o líder do maior partido da oposição António José Seguro foi um dos "professores" de Miguel Relvas, não podemos também esquecer Paulo Portas com o caso moderna, o caso dos submarinos e a irrevogabilidade da sua demissão. Na lista incluímos também a atual ministra das finanças Maria Luís Albuquerque e o mar de mentiras do caso swap que a ministra teima em dizer que não teve nada a ver com isso mas existem documentos que a ligam aos negócios. Temos agora uma das mais recentes aquisições deste governo, Rui Machete, que parece que afinal teve ações do BPN mas existiu uma incorreção factual que o levou a dizer ao parlamento que não tinha ações nenhumas. Convém recordar que Rui Machete foi ministro de Cavaco Silva que por acaso é amigo de Oliveira e Costa (ex-presidente da administração do BPN) e de Dias Loureiro (também ligado ao BPN).

Estes casos apertam-me o peito, porque ao contrario dessas pessoas eu tenho sentimentos, a mim custa-me ver estes "donos" do país a esbanjar milhões em negociatas enquanto dizem que temos de apertar o cinto, enquanto cortam pensões, enquanto aumentam impostos, enquanto fazem despedimentos à cega, enquanto cortam na saúde e na educação. Custa-me a única perspetiva de futuro que um jovem pode ter ser a emigração, custa-me o descaramento, custa-me a mentira, custa-me a ironia....Custa-me este amado mas doente Portugal

 

https://www.youtube.com/watch?v=PU7Aajs3sTQ

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:06



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D