Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

 

A campanha de desinformação sobre a Grécia abunda e pior que tudo é que parece estar a funcionar, a vergonha dos ataques vindos de vários titulares de cargos públicos ( Cavaco Silva, Pedro Passos Coelho, Christine Lagarde) leva as pessoas a acreditarem nas palavras destas pessoas tão sérias e puras (ler com tom irónico).
Muitas pessoas afirmam e crêem mesmo que a Grécia não fez cortes, que vivem á grande e que não querem pagar o que devem. Sabemos (ou devíamos) que a Grécia fez um esforço sub-humano para agradar a credores e aos gigantes da Europa, viveu demasiado tempo refém desta ideologia de direita e está a pagar caro o preço da cegueira e da escuridão em que viveu desde 2010.

Peço desde já desculpa se faltarem alguns dados ou se houver alguma incorrecção (foi o que fui encontrando por aí) mas a história foi mais ou menos esta:


- Aumento do período contributi2010 primeiro pacote

- Congelamento de salários
- Corte de benefícios em 10 %
- Corte 30% em horas extra

2010 segundo pacote

- Corte 30% em subsídios
- Fim de benefícios de ausência
- Corte de 12 % em benefícios dos funcionários públicos
- Corte 7 % em todos os salários
- Aumento do IVA
- Imposto 15 % sobre combustíveis
- Imposto na importação de automóveis de 10 % a 30 %
- Limitação do 13º e 14º mês a 500€ e abolição para quem ganha mais de 3000€
- Corte de 8 % em benefícios
- Subsídios de pensionistas limitados a 200€ e abolição para quem receber mais de 2500€
- Aumento do IVA
- Aumento de 10 % em tabaco, bebidas alcoólicas e combustíveis
- Imposto sobre bens de luxo 10 %
- Abolição parcial do subsídio de solidariedade
- Liberalizações na legislação laboral vo
- Limites à reforma antecipada
- Taxas verdes
- Liberalização do mercado de energia
- Redução das empresas públicas de 6000 para 2000
- Redução dos municípios de 1000 para 400

2011

- Venda de propriedades
- Privatizações
- Imposto sobre rendimentos aumenta de 1 % a 4 %
- Aumento do IVA em 2% no mercado imobiliário
- Imposto sobre imóveis de 3€ a 20€ por m2
- Imposto sobre rendimentos acima de 8000€ anuais
- Imposto extra sobre rendimentos anuais acima de 12000€


2012 primeira ronda

- Corte 22 % no ordenado mínimo
- Abolição de um dos subsídios
- 150,000 despedimentos
- Cortes nas pensões
- Nova liberalização na legislação laboral  
- Cortes na saúde e na defesa
- Sectores da indústria passam a puder baixar salários
- Mais privatizações

2012 segunda ronda

- Nova liberalização na legislação laboral (outra vez?)
- «Junção» de subsistemas de saúde
- Aumento do IVA
- Aumento do IVA da restauração para 23 %
- Novo imposto sobre tabaco, bebidas e combustíveis
- Corte de 20 % em salários da função pública
- Corte de 30 % nos salários dos funcionários de empresas do estado
- Despedimentos
- Cortes na educação
- Fecho de 1976 escolas
- Pensões acima de 1000€ levam corte de 20 %
- Pensionistas com 55 anos perdem 40 % da pensão se for superior a 1000€


2014

- 30,000 pessoas enviadas para casa um ano com corte de 60 % no salário.
 


Que o Syriza não ceda, já chega de imposição de cortes, já chega de humilhar um povo irmão. (são pessoas caraças, deixem-se lá de tretas e de ideologias e ajudem esta gente)
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D